Uma dor é considerada crônica quando ela é persistente por mais de três meses, e também quando surge de maneira intermitente ou regular por longos períodos.

A Neuron Dor está preparada para ajudar você no tratamento dessa dor.

 

Quais são as causas da dor crônica

A dor normalmente surge em associação com uma doença crônica, como artrite, reumatoide, artrose da coluna ou dos joelhos, fibromialgia ou câncer. Por uma lesão como ligamento rompido, hérnia de disco ou por uma doença primária, como por exemplo, enxaqueca, cefaléia crônica. 

Em alguns casos a dor crônica pode também não ter nenhuma causa detectável por meio de consultas e exames. Desta forma, pode ser considerada a própria doença. É importante sempre buscar a causa física da dor crônica.

Sintomas

Além da dor em si, a dor crônica pode causar cansaço, distúrbio de sono, diminuição do apetite, perda do paladar, diminuição da libido, constipação intestinal, desânimo, irritabilidade. Ela afeta diretamente a qualidade de vida do paciente pois pode prejudicar o rendimento no trabalho e causar depressão. A principal dor crônica é a dor de cabeça, seguida da dor na coluna e nas articulações.

Como eu posso tratar a dor crônica

O tratamento deve começar com a prática de exercícios físicos, com orientação profissional. O movimento é um dos melhores remédios para aliviar e curar as dores, benefício comprovado cientificamente. 

A liberação de endorfinas e a movimentação articular e óssea geram no cérebro um efeito analgésico. Se a dor crônica for causada por dores na coluna e articulação é recomendado a realização do fortalecimento dos músculos, que vão proteger as estruturas ósseas, como a coluna e os joelhos, por exemplo.

Remédios para dor crônica

Outro tratamento utilizado é com o uso de remédios, cada doença apresenta tipos de tratamentos com drogas específicas a serem avaliadas pelo médico. Vale lembrar que você não deve fazer automedicação, peça sempre a orientação de um especialista.

Em alguns casos específicos é necessário realizar cirurgia. Esses casos normalmente são recorrentes quando envolvem alguns tipos de dor, como a hérnia de disco que não foi resolvida com os passos clínicos, bloqueios e radiofrequência.

A primeira atitude deve ser sempre procurar um especialista em gerenciamento da dor, que é um médico com treinamento especial no diagnóstico e tratamento da dor crônica. Ele vai poder ajudá-lo a melhorar sua qualidade de vida.