A instabilidade do quadril é uma potencial causa de dor, ainda pouco reconhecida, sendo definida como “movimento extra fisiológico do quadril que causa dor, com ou sem sintomas de instabilidade do quadril” e pode gerar um desgaste progressivo desta articulação e das articulações adjacentes, como joelho e coluna lombar.
Além da anatomia óssea coxofemoral, várias outras estruturas de tecidos moles também participam da estabilidade clínica e biomecânica do quadril em toda sua amplitude articular, tanto estática como dinamicamente. Essas estruturas são: a cápsula articular, a cartilagem articular, os ligamentos redondo e transverso, o lábio acetabular e a musculatura periarticular.

O diagnóstico de instabilidade é baseado na história clínica e exame físico. Os pacientes podem relatar dor anterior, estalidos, falseio, dor em posições de amplitudes extremas de movimento ou atividades esportivas. A mobilidade do quadril pode ser dolorosa nos extremos de amplitude de movimento. Sinais de hiperfrouxidão ligamentar devem ser avaliados no exame clínico, especialmente em mulheres.

O tratamento dos pacientes deve ser inicialmente conservador. Na fisioterapia, o fortalecimento muscular e a estabilização articular podem aliviar os sintomas. Durante esse processo de reabilitação, é extremamente importante que o paciente evite esportes e atividades com sobrecarga. Vale considerar que o quadril deve ser estável pricipalmente durante a caminhada e a reabilitação deve reeducar a marcha e sistematizar/reorganizar os padrões de movimento através de exercícios que desenvolvam força de estabilidade de forma funcional, em cadeia, ativando agonistas e sinergistas de forma simultânea. Assim, o equilíbrio melhora de forma representativa quando se tem mais força de estabilidade pélvica e consciência corporal. Modificação das atividades, especialmente as que envolvem extremas amplitudes de movimento , também pode gerar alívio dos sintomas. Analgésicos e anti-inflamatórios podem ser utilizados conforme a necessidade e considerações médicas.

Madalena Giordani Suleiman
CREFITO 10/39262-F